Criadora do Firefox lança oficialmente o primeiro serviço pago de sua história


Tudo sobre

Mozilla



Saiba tudo sobre Mozilla

Ver mais


Pela primeira vez em sua história, a Mozilla começará a cobrar pelo uso de seus programas e serviços.

A empresa, que desde o começo da revolução da internet, foi a líder de todo o movimento de software livre, estreou nesta sexta-feira (13) uma assinatura premium para empresas e organizações que utilizam os softwares da entidade e necessitam de um suporte especializado.

Por um preço de US$ 10 por máquina, o Firefox Premium Support oferece uma série de benefícios exclusivos, como a possibilidade de submeter relatórios de bugs de maneira privada, ter acesso a atualizações de segurança para problemas que são exclusivos da sua operação e até mesmo contribuir ativamente para mudanças futuras no navegador Firefox.

Atualmente, a maior parte dos lucros da Mozilla provêm do uso do Google como o mecanismo de busca padrão, mas a empresa vem buscando formas de monetização como uma forma de investir em nova soluções de software e se colocar como umas das principais provedoras de ferramentas de segurança para a navegação online.

Esse é o primeiro produto pago da Mozilla em toda sua história, mas não deve ser o único. Desde que Chris Beard assumiu o cargo de CEO, a empresa tem sido bastante vocal em seus planos de criar uma versão premium do Firefox. Além disso, a empresa já testou outras ferramentas de monetização, como um plano de assinaturas que permitiria aos usuários navegar pelo Firefox sem precisar ver qualquer tipo de anúncio. Atualmente, a organização está testando um serviço VPN para usuários dos Estados Unidos.

Fonte: The Next Web

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.





Source link

You May Also Like

About the Author: Marisa Ferreira

Pioneiro profissional zumbi. Especialista em internet incurável. Praticante de TV. Comunicador.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *