Nintendo caça canais do YouTube que postam músicas de seus jogos


A Nintendo nunca foi muito amiga do pessoal da internet, dificultando a vida de quem usava conteúdo baseado nos seus jogos em vídeos no YouTube. A empresa japonesa parecia ter dado uma aliviada nos últimos tempos, mas voltou com tudo com uma onda de strikes em diversos canais que publicavam músicas das trilhas de seus jogos.

É muito comum encontrar trilhas sonoras de jogos no YouTube, mesmo a prática sendo ilegal. Só que praticamente todas as empresas de videogame não se importam muito com fãs que publicam os vídeos com trechos ou melodias inteiras, com ou sem monetização. Isso acabou por tornar diversos canais famosos e com milhares de visualizações.

A Nintendo resolveu que isso era pirataria (o que tecnicamente é) e optou por acabar com isso. Um exemplo foi dado ao canal GilvaSunner, que conta com 342 mil seguidores e recebeu centenas de strikes de uma vez só. Ele publicava músicas de jogos da Nintendo, em especial, de estágios de Super Smash Bros.

Segundo o dono do canal, mesmo 12 horas após a primeira leva de strikes, vídeos ainda estavam sendo removidos pelo YouTube. “Eles começaram os strikes manualmente pelo conteúdo mais visto do canal e agora começaram a entrar nas playlists e eliminar um vídeo por vez. Considerando o horário dos strikes, acredito que eles tenham vindo do Japão”, disse no seu Twitter.

Outro canal que enfrentou a ira da Nintendo foi o BrawlBRSTMs3, que acabou sendo deletado do YouTube após a empresa aplicar os strikes. Esse canal era especializado em pegar uma música curta, de 2 ou 3 minutos, e criava versões estendidas de 30 minutos para os fãs deixarem de fundo enquanto fazem outras coisas. Muitas pessoas lamentaram o fim do canal, já que melodias de games da Capcom e Square Enix estavam presentes nele e agora se perderam.

Fonte: Nintendo Enthusiast/Reprodução

Fãs começaram a especular que os strikes começaram com a Nintendo caçando quem estava publicando a trilha sonora de Fire Emblem: Three Houses, jogo lançado recentemente para o Nintendo Switch, mas pegou gosto pela coisa e resolveu caçar todo o resto.

Enquanto isso, empresas como a Capcom, SEGA e CD Projekt RED disponibilizam as trilhas sonoras de seus jogos na íntegra em diversas plataformas para os fãs ouvirem sem problemas. Talvez a Nintendo tenha planos de eventualmente fazer isso e resolveu “limpar a internet” antes disso.





Source link

You May Also Like

About the Author: Marisa Ferreira

Pioneiro profissional zumbi. Especialista em internet incurável. Praticante de TV. Comunicador.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *