Perigo sideral: o que aconteceria se Estação Espacial Internacional caísse na Terra?


Uma breve análise mostra o que poderia acontecer se a Estação Espacial Internacional (EEI) caísse na Terra, tal como aconteceu com a primeira estação Skylab há 40 anos.

A NASA, juntamente com outras quatro agências espaciais, verá o seu orçamento atual esgotar-se em 2024 e planeja retirar a EEI do espaço em 2028. Isso poderia eventualmente significar a saída de órbita da estação e sua queda em nosso planeta.

Deixar ou não cair

A primeira razão pela qual as agências deixariam que a estação despencasse do espaço seria porque é mais barato.

Segundo estimativas, seriam necessárias 27 missões de um ônibus espacial indo e vindo da Terra para transportar todas as peças da instalação, escreve o tabloide britânico Daily Star.

Cada missão custa cerca de US$ 450 milhões (R$ 1,7 bilhão), isso significando um custo total para as várias agências espaciais de US$ 12.1 bilhões (R$ 45 bilhões).

Tirar a estação de órbita e deixar que eventualmente caia seria uma alternativa muito mais barata para todos os países envolvidos.

Locais prováveis de queda

A área mais provável de queda é em um trecho do oceano Atlântico conhecido como Ponto Nemo, também chamado de “Polo da Inacessibilidade do Pacífico”.

Conhecido como “cemitério de satélites”, a região é o local mais remoto do planeta e é cercada por mais de 1,6 mil km de água.

Riscos para a humanidade

Apesar de ser improvável que a EEI caia em alguma cidade ou vila, ainda assim tal não é impossível.

Algumas das maiores seções da nave espacial russa Mir sobreviveram à reentrada na atmosfera da Terra em 2001, causando uma trilha de detritos que se estendeu por 2,9 mil km de comprimento.

Como a EEI é três vezes maior que a estação Mir, isso significaria que esse rastro poderia ser muito maior e até alcançar áreas povoadas.

Conforme o Tratado do Espaço Sideral (acordo sobre os princípios das atividades de exploração do espaço), cada país é legalmente responsável por desorbitar seus próprios módulos da EEI.

Os russos alegadamente planejam mover seus segmentos e usá-los para formar uma nova estação espacial.

Estação Espacial Internacional

Como os russos supostamente planejam usar seus segmentos, então isso pode significar que a estação nunca virá de fato a colidir com a Terra.

Próximas metas

Caso esse problema seja resolvido sem grandes custos, a NASA aumentaria suas chances de alcançar seus objetivos de longo prazo de fazer pousar humanos em Marte até 2033. O presidente dos EUA, Donald Trump, também quer que a agência volte a enviar astronautas à Lua, o que pode acontecer quando a estação espacial lunar for lançada em 2024.

Espera-se que a China e a Rússia também construam suas próprias estações espaciais.





Source link

You May Also Like

About the Author: Marisa Ferreira

Pioneiro profissional zumbi. Especialista em internet incurável. Praticante de TV. Comunicador.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *