Google admite que humanos escutam gravações do assistente de voz e defende prática | Tecnologia


O Google defendeu, em um post no blog oficial, publicado nesta quinta-feira (11), que funcionários escutem aos áudios gerados por interações com o assistente de voz da gigante de tecnologia. Segundo a empresa, a análise, revisão e transcrição de “uma pequena quantidade de arquivos” de áudios é necessária para desenvolver uma inteligência artificial mais capaz de entender melhor requisições em linguagem natural.

A posição do Google veio depois de uma TV da Holanda ter publicado uma reportagem que mostrava como parceiros contratados pela empresa americana ouviam áudios sensíveis dos usuários holandeses.

Funcionários do Google eram pagos para ouvir áudios de clientes

Funcionários do Google eram pagos para ouvir áudios de clientes

Segundo o Google, um dos trabalhadores no país violou “políticas de informações e segurança” vazando os áudios para a imprensa. “Nossos times de segurança e privacidade foram acionados, estão investigando e tomarão atitudes”, disse David Monsees, o diretor de produto do Google que assinou a nota publicada no blog da empresa.

  • Google: como controlar a privacidade da sua conta?

De acordo com Monsees, o Assistente só envia informações em áudio para o Google depois de detecção do comando de ativação — dizer “Ei, Google” ou apertar o botão de utilização do assistente de voz, por exemplo. Ele também afirma que os arquivos de áudio não são associados a contas específicas (o que dificultaria identificar o dono das vozes) quando são enviados aos especialistas humanos, que ouvem somente a 0,2% de todas as gravações.

“Nossos especialistas em linguagem revisam e transcrevem um pequeno montante de falas para nos ajudar a entender melhor as diferentes línguas. Essa é uma parte crítica para construir a tecnologia de reconhecimento de fala e é necessária para criar produtos como o Google Assistente”, afirmou em nota.

  • Privacidade x negócios: o desafio das gigantes de tecnologia

Em maio deste ano, durante a conferência I/O, que o Google realiza para desenvolvedores, foram apresentadas novidades do assistente de voz, que agora é 10 vezes mais rápido e consegue entender melhor os pedidos feitos por usuários. O Assistente também ganhou capacidade de fazer multi-tarefas sem precisar dar o comando de voz a cada uma delas. Ele também trará dicas e sugestões aos usuários, com base no histórico de uso. Essas novidades serão primeiro implementadas nos telefones Pixel, do próprio Google, no final deste ano.



Source link

You May Also Like

About the Author: Marisa Ferreira

Pioneiro profissional zumbi. Especialista em internet incurável. Praticante de TV. Comunicador.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *